26 de jun de 2011

Colecionismo - Crueldade entre 4 paredes


Quem acompanha os programas de proteção animal da SPCA do Animal Planet com certeza já deve ter ouvido falar de Colecionismo ou Hoarding.

O Colecionismo é um distúrbio psicológico grave. Está inserido nos Transtornos Obcessivos Compulsivos. A pessoa que sofre desse transtorno recolhe animais e cria um deposito de dezenas e até centenas de bichos doentes, famintos e que se reproduzem indiscriminadamente em um local insalubre e não percebe o mal que está causando para os animais, para si mesma e para toda a sociedade.

Os animais que vivem com Colecionadores raramente conseguem se salvar já que esses locais são um foco constante das mais diversas zoonoses e a eutanásia não raramente é a medida - final - e mais humana para com eles. E mesmo quando conseguem se libertar dos campos de concentração, muitos deles ainda carregam consigo as cicatrizes emocionais e psicológicas de terem vivido tanto tempo em condições terríveis.

A maioria dos Colecionadores nunca se desfaz de seus animais a não ser quando falecem ou tem um problema de saúde grave que os afasta do local, ou, em países onde a SPCA é atuante, quando medidas policiais e judiciais são utilizadas. Quem se lembra do programa do Distrito Animal onde um senhor idoso guardava os cadáveres dos gatos dentro de um freezer para não ter que se desfazer deles?

Eu já conheci 2 situações de Colecionismo aqui em minha cidade e digo para vocês que o inferno não deve ser muito diferente. Os animais estão ali, sem direito as necessidades mais básicas, como vento e sol, famintos, esqueléticos, alguns presos em gaiolas juntamente com outras dezenas, andando sobre suas próprias fezes e urina, muitos deles até se alimentando dos dejetos, de filhotes ou até de outros cadáveres para não morrerem de fome.

Em seu desequilibro a pessoa acredita que não haveria melhor lugar para eles e que somente ela pode dar aos animais uma vida digna.

A parte mais revoltante de toda essa estória é que o Colecionismo na verdade é um problema da sociedade como um todo. O Colecionador só alimenta sua doença pois existem animais abandonados nas ruas, nascidos da ignorância e relutância em castrar.

As pessoas que moram perto de Colecionadores usam esses doentes como uma resposta para suas irresponsabilidades. Não é raro os relatos de ninhadas inteiras que foram largadas na porta do Colecionador ou animais que foram arremessados por cima do muro. Por conta da irresponsabilidade e crueldade alheia o problema se agrava mais e mais e as únicas vitimas são os bichos, que nunca podem defender a si mesmos.

E o pior é que ainda existe gente estupida que afirma que os animais estão melhor lá do que nas ruas. Mas pelo menos nas ruas não lhes é negado o direito de ir e vir, de respirar ar puro e nas ruas eles tem uma chance de serem resgatados, adotados e terem uma vida melhor.

Quando vocês testemunharem uma situação de Colecionismo tenham certeza de que a rua - é sim - um lugar bem melhor.

Mesmo diante de tanta crueldade e negligências, os animais de Colecionadores amam seus algozes. Gatos com rinotraqueite se esfregam nas pernas do Colecionador, cães com cinomose e calazar abanam as caudas.

Essa semana a Confraria de Miados e Latidos se envolveu em um resgate para tentar salvar animais vitimas de Colecionadores. A senhora sofreu um AVC e não retornará a casa, ou seja, os animais estão livres para serem ajudados.

Nessa casa haviam gatos com mais de 10 anos de idade que nunca souberam o que era amor.

Essa está sendo a primeira e unica chance desses animais serem salvos. Por favor, divulguem esse caso para que as pessoas possam testemunhar - mais uma vez - o que nossa irresponsabilidade pode causar e ficarem atentas a essa terrível e cruel doença.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.