12 de out de 2011

Banhando Gatos

*Atualizado em 25/4/2016

Gatos são animais extremamente limpos, isso é incontestável.

Desde tenra idade a mãe mostra aos filhotes como se lamber de maneira adequada, alcançando cada pedacinho,como enterrar excrementos e – ao contrário dos cães – você não vê um gato se esfregando em coisas de odores duvidosos, lama, terra, etc. 

Sem falar das inúmeras horas que os felinos despendem a seu asseio pessoal. Um grupo de leões na Africa, tigresna India e o seu gatinho de apartamento, entre muitas similaridades, terão a mesma preocupação com a limpeza e saúde dos pêlos.



Arthur começou a tomar banho assim que me deixou tocá-lo. Fiz com ele o mesmo que fazia com os outros gatos da minha casa, dando banhos semanais – na época sob ordem do meu pai, médico pediatra e especialista em alergias – pois eles tinham acesso à terra e plantas do quintal e nós, como uma família inteira de alérgicos, nunca poderíamos ter animais sem esse cuidado simples.

O que ataca a alergia não é o pêlo, mas a proteína da saliva no pêlo sujo. Em todo o tempo que havia vários gatos na casa nunca tivemos crises com os nossos bichos, mas as coisas pioraram bastante nos anos sem o Arthur, uma das crises do meu irmão lhe deu um edema de face e ele foi forçado a tomar medicação intravenosa para melhorar.

No meu caso, espirro por horas seguidas e fico com os olhos e face irritados quando me aproximo de animais que não tomam banho regularmente, por isso que os resgatos sempre são banhados quando chegavam aqui.

Como vou aceitar na minha casa, deixar dormir na minha cama e doar gatos que vieram das ruas, que andaram não sei por onde, que irão passar por cirurgia e serão fotografados para adoção se eu não os banhar? Uma coisa é um gato feral que será manipulado o mínimo possível até sua soltura e o foco é apenas castrá-lo, mas um animal manso que irá para adoção?

Tem gente que acha errado/crueldade banhar gatos, que afirma que seus animais nunca tomam banho, mas no meu caso é necessário para evitar crises alérgicas e para que eu continue a ajudar animais de rua.

Gatos de pêlo semi-longo ou longo necessitam de muito mais cuidados que precisam ser dados por alguém que tem experiência com seu manejo.

Um gato pêlo curto, como o Arthur, pode tomar banho apenas a cada dois meses, principalmente se for um gato de vida estritamente indoor, de apartamento, sem acesso à terra. 

Gatos que tem acesso aos exteriores podem, além de sujeira, pegar sarna, pulgas e outras doenças dermatológicas que irão custar muito caro e submetê-lo a medicação e manipulação que poderiam ser evitados com Guarda Responsável. E para gatos que “dão uma voltinha”, sempre há o risco de pegarem um pássaro, rato ou barata, mesmo de brincadeira e depois virem se deitar na sua cama ou mesa de jantar ainda com o sangue ou cheiro desses animais.

O Arthur – enquanto morava lá embaixo – tomava banho regularmente, uma vez por semana, por causa de toda a sujeira que tinha contato. Tinha dias que ele vinha comer completamente coberto de barro vermelho. Nessa época eu tinha muito medo que alguém implicasse pelo estado dele, com a possibilidade de adquirir pulgas e pedirem a retirada dele dos jardins do prédio.

Além dos banhos ele sempre estava protegido com pipetas antipulgas, logicamente respeitando o intervalo entre aplicações. Durante todo o tempo que morou livre, nunca teve qualquer doença dermatológica ou ectoparasitas.

Infelizmente lá embaixo não há água quente nos chuveiros disponíveis perto piscina e por mais que eu escolhesse as horas onde a água estivesse menos fria, sei que incomodava e que isso foi a causa do desgosto que ele tem ao tomar banho, que diminuiu somente nos últimos meses.

Quando veio aqui para casa, comecei a banhá-lo da forma ADEQUADA.

1- Escovo-o com a Furminator e tiro a maior quantidade de pêlos soltos possível. Isso irá maximizar a ação do shampoo e diminuir o tempo do enxague durante o banho para retirar os pêlos mortos.




2- Corto as unhas para evitar possiveis arranhões na hora do banho, mesmo que acidentais.

3- Coloco a água morna em uma bacia grande. E é de lá que irei pegar a água, com um deposito, para jogar suavemente em cima do Arthur. Alguns gatos nem se importam em ficar molhados mas tem pavor do som da água caindo com força.

Eu o coloco dentro do box do chuveiro e fecho a porta de vidro. Não adianta tentar banhar gato em tanque ou dentro de uma banheira, a grande maioria deles vai querer sair e mesmo as unhasaparadas poderão machucar devido à sua força para fugir. É melhor deixá-lolivre em uma área pequena e ir molhando-o aos poucos, até que ele se acalme.

NUNCA JOGUE AGUA NA CABEÇA E ORELHAS DE UM GATO.

Agua nos ouvidos pode causar infecções sérias e dolorosas. Para quem não tem costume de banhar animais, é melhor colocar GENTILMENTE chumaços de algodão nos ouvidos, para evitar a entrada de água. As orelhas e cabeça do gato são os locais que nem sequer molho, apenas passo a mão úmida, gentilmente, sem shampoo, pelo focinho e queixo também. Se o gato estiver muito sujo, apenas a mão com um pouco de espuma já é o suficiente para a região.

Com o tempo aprendi que um bom shampoo diminui em muito o tempo do banho – que é melhor para o animal – e dispensa o uso de condicionador. É sempre necessário analisar o rotulo do shampoo e/ou condicionador para ter certeza que ele pode ser utilizado em gatos.

Hoje em dia é possível encontrar produtos mais naturebas e menos agressivos para o animal. 


4- Com o pêlo molhado massageio bem ( esfregar quebra os pêlos ) o shampoo por todo o corpo dele, depois de um tempo você pega prática econsegue um gato bem ensaboado em poucos minutos.

Depois de enxaguar o Arthur,tento retirar o máximo possível de água passando a mão no corpo dele, antes de enrolá-lo em uma toalha felpuda.

Lembrando que nenhum animal pode ser banhado em casa nos dias de chuva ou frio, pois além da possibilidade defungos, eles podem contrair gripes e até pneumonias.


Sempre banho o Arthur nas horas em que o sol está mais forte entre as 9-11 da manhã, para que, além do secador, ele possa aproveitar o sol, que além dos benefícios para os ossos, deixa a pelagem bem mais bonita.

5- O uso do secador para gatos é algo que deve ser acostumado o mais cedo possível. Sugiro deixar ligado alguns minutos por dia perto do animal e deixá-lo se habituar ao barulho antesde realmente usá-lo nele. O secador deve ficar a um palmo de distância do animal, para evitar queimaduras e NUNCA deve ser direcionado para os olhos ou ouvidos.

O Arthur fica quietinho quando está secando, com as mãos, tento retirar a maior quantidade possível de pelos que não saiu no banho. E aí, junto com nossa alergia, entra o segundo importante motivo de banhar o Arthur: ajudá-lo com seuproblema de bolas de pêlo que já o levou para o hospital.

No máximo após 10 minutos sob o sol ele termina a secagem sozinho, pêlos mortos descartados, restando uma cobertura fofa e brilhante.

terminando de secar :)

6- Algumas horas depois do banho, ofereço uma pastinha para ajudar a eliminar os pêlos ingeridos durante a secagem, já que ele têm problemas com bolas de pêlo.

essa marca não possui BHA ou BHT :)



Nunca levei o Arthur para banhar em petshops. Admito que não confio na higienização adequada das banheiras, não pela irresponsabilidade das pessoas, mas pela falta de tempo de fazer uma assepsia correta entre um animal e outro. Seu cão ou gato sadio pode usar a mesma banheira de um animal com sarna ou qualquer outra doença dermatológica que foi fazer um banho terapêutico.

Sem falar que acho desnecessário todo o stress que a maioria dos gatos sofre ao ser retirado de sua casa e colocado em um ambiente estranho, cheio de pessoas desconhecidas e cães latindo sem parar.

Hoje em dia em algumas cidades brasileiras já existem petshops exclusivos para gatos, com ambientação e pessoas treinadas para lidar com suas particularidades. Mas se você realmente não consegue banhar seu gato sozinho, procure um petshop de confiança, limpo, com profissionais habilitados e pacientes para lidar com o seu animal.

Dê preferência a dias e horários mais calmos e com menos cães e SEMPRE leve o material de higiene exclusivo dele, como toalhas, pentes e escovas. Se possível espere o seu gatinho e o leve para casa assim que o banho terminar, nenhum animal gosta de ficar preso em uma gaiola sozinho por horas a fio.

A maioria dos perfumes já tem cheiro, então evite perfumes extras, eles irritam o animal e no caso dos gatos, alguns deles - pelo cheiro estranho - são mal recebidos e até agredidos por aqueles que ficaram em casa, já que não reconhecem os odores novos.

Se possível banhe todos com o mesmo shampoo, mesmo em dias diferentes, ou iguale os cheiros de todos os gatos residentes com essência de baunilha, uma ou duas gotinhas apenas no pescoço.

Mesmo se o banho nunca for uma atividade prazeirosa, é necessário - principalmente no caso de pessoas alérgicas - e devemos buscar maneiras de executá-la da forma menos estressante possível :)

resultado depois do banho, pêlo limpo e sadio :)


14 comentários:

  1. ... Sério que dar banho em gatos é necessário?
    HUAHAUHUA eu sempre pensei que era melhor evitar.
    Os meus gatos nunca tomaram banho, têm PAVOR de qualquer líquido que encoste em seus "corpinhos sensíveis". Eles viram uns diabos irreconhecíveis só por causa de um anti-pulgas em spray. Então o que ia acontecer se eu tentasse dar banho? O_O
    Você tem algumas dicas de como eu posso acostumá-los com a água? :D

    ResponderExcluir
  2. O melhor seria fazer isso desde filhotes, mas tem gatos que nunca acostumam mesmo assim. O Arthur não gosta, mas eu faço :)

    As dicas do texto são para um banho seguro, rapido, eficaz e que estresse o animal o minimo possivel é isso o mais importante ;)

    ResponderExcluir
  3. Também achei horrivl esse video.... nao tem graça alguma!!! Pura crueldade e ignorancia!!!

    Aqui em casa Alice e Bella tomam banho uma vez ao mês, com shampoo cheiroso e sempre de manha em dias de sol!!! Nao tenho coragem de levar ao pet shop, prefiro eu mesma dar os banhos!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu não sabia que pessoas alérgicas poderiam conviver com gatos que fossem higienizados constantemente, essa informação é muito útil porque constantemente escuto pessoas dizerem que são alérgicas e não podem ter gatos por isso. Eu confesso que dou poucos banhos nas minhas gatas porque elas fazem aquele drama, mas nos 2 últimos anos comecei a levar a Rutha para tosar (1 tosa por ano no verão) porque ela já está com quase 15 anos e não consegue mais limpar os pelos adequadamente e começaram a surgir bolas difíceis de escovar em seu corpo. Felizmente ela adora ser escovada, quando volta da tosa ela parece felicíssima com os pelos curtos e limpos. A tosadora do pet shop é a mesma que vem cuidar dos meus cães quando viajo e é um doce de pessoa, inclusive ela diz que a Rutha fica amassando pãozinho na toalha, mas eu não sei não...
    Esse vídeo é um horror !
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  5. Isabella, seria interessante vc começar com um pano úmido (se os seus forem realmente complicado de manipular) para irem se acostumando aos poucos com a sensação de água. Aqueles lencinhos para pet ajudam também nesse processo de manipulação.

    No começo é realmetne complicado e vc também toma banho junto com o pet (pq cai mais coisas em vc do que neles, rs).. mas é questão de costume e ir aos poucos.

    Outra dica é começar jogando água morninha entre a lateral da perna traseira em vez de coloca-lo direto na água. *Funciona aqui com as 3 gatas

    Não costumo lavar 'a cara' do bicho. Mas quando é necessário, prefiro apelar para shampoo de bebe (aquele sem cheiro) mesmo sabendo que os de pet podem perfeitamente serem usados na face. Dependendo do odor do shampoo, não acho legal 'deixar no focinho'.
    *opinião baseada no meu gosto.

    Enfim, como sempre, um ótimo artigo da Otávia!
    E OBRIGADA por ter se manifestado CONTRA esse video nojento!! Banho de água gelada? Nem essa dona aí deve tomar.

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo texto! Mega explicativo! Eu levo a minha em um PetShop de confiança... como ela convive com cães, é mais fácil... geralmente, ela já vai junto com sua irmã canina... hehehe.

    ResponderExcluir
  7. Muito bom o texto. Aqui em casa damos banho a cada tres meses mais ou menos, eles ficam apenas no apto, e não tem contato com rua ou terra. Odeiam o banho, mas acho que gostam da sensação de limpeza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Adoreei o post, em casa dou pelo 1 vez a cada 2 meses, tb achei esse vídeo horrível, dá muita pena do atinhu, aff!
    Bjinhaaus
    Wayne

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo texto...Adorei...
    Sou uma gatinha mix siamesa e moro no Japão...Venha me conhecer..
    nyan nyan
    Nina

    ResponderExcluir
  10. Nossa, muito importante essas informações.
    Estou criando 2 gatinhos pela primeira vez na vida! Fred e Woody!

    São filhotes ainda! A última vez que dei banho, sai todo arranhado, por não saber a maneira correta.
    Sempre deixo o banheiro quente com um aquecedor, dou banho morno, depois dou uma secada com a toalha, secador e deixo os dois no banheiro, dormindo, até a temperatura ambiente amenizar. Tomar banho consome muita energia deles!

    Vídeo realmente horroroso!

    Obrigado!

    ResponderExcluir
  11. quero ver pegar as pessoas que dão banho em gato dentro do tanque com água fria se acahariam bom se fizessem o mesmo com elas...e ao tremerem de frio e medo..todos começacem a zombar...~isso é um absurdo... esse vídeo deveria ser excluído da internet

    ResponderExcluir
  12. Sou uma mãe alérgica, dona de 9 gatos, 3 cães e uma chinchila. (bicho que solta um bocado de pelo, por sinal)
    A chinchila não se escova, mas os cães e gatos, sim.
    E eles adoram ser escovados.
    Outra coisa essencial pra conviver bem com os bichinhos, mesmo sendo alérgica, é o costume de aspirar a casa diariamente.
    Meus gatos só vivem do lado de dentro, casa mesmo, mas inteira telada.
    Eles estão tão acostumados com o aspirador que brincam de caçar a pá, enquanto aspiro, me deixando doida (e me fazendo rir muito).
    Nunca fiz nenhum tratamento pra alergia e a única coisa que me faz realmente passar mal de falta de ar é quando o ar está muito seco.

    ResponderExcluir
  13. Olá, sou mãe de uma gata de primeira viagem. Moro em apê e é um bicho que me deu vontade de ter. Adotei numa clínica veterinária e logo percebi que tinha uma alergia a ela. Fiquei com dó de devolver. Há algum lenço umedecido que eu possa usar para fazer uma assepsia semanal na Cristal?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jeanine, nao se pode passar lenços nos gatos. Sou alergica, filha de alergistas e temos alguns condutas com o meu gato que você pode ler aqui - http://amoremiados.blogspot.com.br/2012/02/alergica-e-mae-de-gato.html

      outra coisa.. vc telou o apartamento antes de adotar a gatinha? ela veio castrada? espero que sim :)

      abraços!

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.