28 de dez de 2011

Promessas e Amor


No momento em que minhas mãos tocaram os pêlos fofos do seu corpo, quando seus olhos primeiramente fitaram os meus.
Desde então, meu coração pertence a você.

Não faltará agua ou comida adequada. Não faltará nada que te traga bem estar. Será bem cuidado, tanto quanto qualquer outra pessoa da família. Você é apenas menor e não consegue falar nossa língua, mas consigo compreender o que me pede com seu olhar.

Porque te amo, estará seguro. Não terá acesso às ruas de onde tantos outros já foram vitimas e sofreram. Não deixarei que as pessoas te machuquem. Não deixarei que, na sua curiosidade da especie, se jogue por janelas não protegidas.

Já que amo você, não colocará filhotes no mundo. Não sofrerá com a gravidez e o parto. Não irá se arriscar nas ruas atrás de fêmeas. Te protegerei de doenças e males que atingem aqueles que se arriscam pela reprodução. Te entregarei nas mãos de um bom veterinário. Se não posso garantir um bom futuro para toda a sua descendência, isso é o minimo que posso fazer.

Isso também é uma prova de amor.

E eu amo tanto você...

Não estará sozinho quando os fogos do fim de ano explodirem no céu. Estaremos ao seu lado, em um comodo seguro. Não estará no quintal, acorrentado, sob o risco de fugir ou se enforcar na coleira que coloquei em seu pescoço.

Porque te amo, o ano que se inicia será nosso, juntos.

E porque te amo, não te deixarei. Não te abandonarei entre os carros, em um matagal ou rua deserta. Quando as coisas se tornam mais difíceis, você permanece ao meu lado, silenciosamente me dizendo todas as palavras que se calaram em outras pessoas.

Você é minha força, meu sorriso mais aberto, minha esperança de dias melhores.

Eu amo você.

E este amor continuará enquanto houver vida em nosso peito.

E me tornarei digna de todos os seus olhares de afeição.


Nagaku nagai tabiji ni boku wa kimi ni koishita
Kisetsu meguri shigure tsuki kokoro wo sotto nurasu
Toki ga nanika kaeru nara douka douka sotto shite
Kimi to aruku ima dake shizuka ni tomatte ite

Nesta longa, longa jornada, me apaixonei por você
A lua chuvosa das estações que mudam suavemente derrete meu coração
Se o tempo for capaz de mudar algo entre nós, por favor, por favor
Quietamente o pare enquanto eu caminho ao seu lado

Porno Graffitti - Winding Road

6 comentários:

  1. Belo texto. Digno de quem amo um animal, uma vida.

    ResponderExcluir
  2. Que lindo ! Este deveria ser o contrato de adoção de quem leva para casa um animalzinho indefeso e nem sempre se responsabiliza por sua vida. É tão fácil e simples seguir estas regras !
    Adorei a carinha feliz do Arthur nos seus braços !
    Beijos
    Laís

    ResponderExcluir
  3. Amei.....tudo de lindo. Só quem ama, assim, "de alma" tem sensibilidade para isso!

    ResponderExcluir
  4. Nossa... Que texto lindo, tão comovente! Que declaração de amor fantástica, acabei de ler com lágrimas nos olhos... Só quem conhece um felino de corpo e alma é que sabe o que é um amor assim. Mãe de gato também é mãe, sem qualquer tipo de dúvidas! Quem dera que todos amassem assim seus gatos, seus animais, sejam eles quais forem.
    Muitos beijinhos e ronrons! =^.^=

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.