19 de abr de 2012

Filhotes e o futuro incerto


Filhotes são encantadores. Fofinhos, brincalhões, uma energia e curiosidade quase infinitas em relação a nova vida se descobrindo à frente.

Ao anunciarmos animais para adoção, todo mundo fica empolgado pelo filhotinho.

Não importa se a personalidade dele poderá mudar, que é preciso tempo e paciência, que há a chance dele se tornar tímido, arredio ou até agressivo sem a socialização adequada.

As estatísticas mostram que a maioria dos cães e gatos abandonados e que irão ser eutanasiados por falta de um familia, já foram filhotes encantadores que, pegos por impulso, perderam o charme.

O unico motivo para que um filhote não seja tão popular é se tiver alguma deficiencia ou uma cor "não-agradevel" ou "comum" aos olhos da grande parte da população que deseja um bibelo amarelo e peludo para enfeitar a sua casa e diverti-los por algum tempo.


Linda Lillybell, ainda para adoção, 9 pretendentes, nenhum à altura :)

Existem bilhões de animais abandonados pelo mundo. Filhotes que morrem nas ruas tão silenciosamente quanto nasceram, por doenças adquiridas pelos seus pais, pela fome, pelo frio.

Bebês vitimas da ignorância dos donos que não castram as cadelas e gatas mas repetidamente abandonam ninhadas à propria sorte. Vitimados por criadores de quintal que reproduzem animais sem nenhum procedencia, vendendo-os aos primeiros que aparecer, não preocupados com seus futuros, mas com o dinheiro recebido.




Existem pessoas que ainda carregam consigo o pensamento ignorante que os animais precisam acasalar, mas não entendem os riscos que o acasalamento e parto trazem para as fêmeas, como doenças incuraveis, retenção de feto no canal, ausencia de leite e até mesmo canibalismo e rejeição das crias por parte das mães.

Após o desmame, a preocupação é para quem esses filhotes irão. E a maioria deles são vendidos ou repassados sem a menor preocupação, se transformando nos novos números do abandono.

Um cão ou gato castrado e sem acesso a rua, criado com Guarda Responsável, pode viver até os 20 anos, mas quantos animais você conhece que chegaram a esta idade, com uma boa familia para cuidar deles? E para cada um desses animais sortudos, quantas historias de abandono e mortes por negligencia você pode se lembrar?

Cada pessoa que põe seu animal para acasalar de proposito ou não faz nada para impedir uma ninhada é diretamente responsável por cada tragédia que possa alcançar esses filhotes nascidos pela ignorância e estupidez.



Para mim, e para tantos outros amigos protetores, é uma OFENSA, uma FALTA DE RESPEITO, em nome de cada um dos filhotes que já resgatamos em situação de risco, deixados para morrer e aqueles que, infelizmente, não conseguimos salvar.

Esse tipo de estupidez deveria doer fisicamente, para que eles pudessem experimentar pelo menos 1% do desespero de um filhote ainda de olhos fechados que, deixado dentro de uma caixa de papelão, busca pelo calor e leite da mãe ou das inúmeras cadelas e gatas que choram e se desesperam pelas ruas, procurando os filhotes que foram arrancados delas.



Pelas minhas mãos uma boa centena de bebês foram poupados de nascer neste mundo cruel e frio e eu me sinto revoltada a cada vez que testemunho uma pessoa não agir corretamente com o único bicho que possuí em casa.

Eu durmo muito bem, todos os dias, sabendo que nem o Arthur ou os animais que cruzaram meu caminho são responsáveis pelos cadáveres do abandono pelas ruas da minha cidade.

E essa é uma das minhas maiores provas de amor.








E você? Pode dormir com a consciência tranquila?



2 comentários:

  1. Graças a Deus, a minha está tranquila. Achei linda essa sua matéria, perfeita mesmo. Temos mesmo que martelar isso na cabeça das pessoas até que entendam as necessidades animais e saibam respeita-los.
    Tenho 3 gatinhas amadas e manhosas, todas adotadas e castradas. A última peguei da rua, abandonada filhotinha.
    Parabéns pelo post! Bjsss

    ResponderExcluir
  2. amei o post, é sempre bom saber essa questão dos estágios da vida do gato e tals.
    nem preciso falar na questão da castração né? mega importante!
    já falei e falo de novo, quero um gatoo de novo *-*

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.