27 de abr de 2012

Quando os gatos caem

Praticamente todo santo dia ouço ou leio a historia de um gatinho que sofreu uma queda de apartamento ou local alto.

E, geralmente, é a mesma ladainha, pessoa tinha gatos, mas não tinha telas, "isso nunca tinha acontecido antes", etc. E lá vem os amigos do irresponsável passar a mão na cabeça, dizendo que vai ficar tudo bem, que o gato perdeu uma vida mas tem as outras, que a culpa não foi da pessoa.

Assim que o Arthur chegou no nosso apartamento não tínhamos absolutamente NADA preparado para ele. A caixa de areia - em tamanho errado - só foi comprada na manhã seguinte. E uma das coisas que tivemos que aprender a conviver foi com as janelas fechadas e atenção redobrada toda vez que ele ia para a varanda.

Minha mãe possui sindrome do panico. Ela não anda em elevadores, não viaja, não consegue passar muito tempo dentro de locais fechados. A simples ideia de uma tela no apartamento lhe trazia extremo desconforto pelo bloqueio visual.

Ao mesmo tempo, ela, ainda hoje, é a pessoa mais preocupada com a segurança do Arthur. No ano passado, com muita conversa, consegui convencê-la de começar a telar o apartamento. Eu sei que cada tela representa uma batalha mental e agradeço IMENSAMENTE o carinho que ela possui em relação ao nosso gatinho para também querer protegê-lo.



Nossas janelas são grandes e passam bastante iluminação. Mas mesmo assim, foram 4 anos de janelas TRANCADAS. A janela do meu quarto estava travada de tal forma que quase não abria mais quando colocamos as telas. E por que isso tudo?

No meu prédio a gata se jogou do terceiro andar para a área da piscina, batendo o corpo numa pilastra de concreto. Só não saiu correndo e fugiu porque, por um golpe de sorte, eu estava na area no momento. E no prédio ao lado, uma outra gata se jogou do 7º andar, os donos gastaram uma fortuna para remendar os ossos quebrados e quando ela teve alta do hospital, a levaram novamente para o apartamento, sem telas. Pouco depois a gatinha se jogou e morreu.

"Ah, mas os gatos caem de pé" - Verdade... porque cair da altura de sua estante enquanto estão dormindo é a mesma coisa de cair da janela ou da sacada em direção a rua, certo?

Gatos se machucam quando caem. Os ferimentos diferem de acordo com a altura, mas nem por isso deixam de ser doloridos e sérios.

Os andares mais baixos não permitem que eles se preparem para a queda e os andares mais altos causam rupturas de orgãos, hernias, fraturas e até a morte dos mesmos.

A hernia mais comum permite que o estomago e outras vísceras invadam a cavidade do tórax, comprimindo pulmões e coração, tornando cada respiração extremamente dolorosa, até que os orgãos, com pressão extra, começam a entrar em colapso.

Agora, imaginem um gato já com o trauma físico de uma queda, apavorado no térreo deste prédio, sem saber o que aconteceu. No minimo, ele irá se arrastar para algum lugar escondido, senão sair correndo para as ruas com seus ferimentos. E possivelmente irá morrer sozinho.

Telar as janelas e a sacada de um apartamento é algo barato. É importante lembrar que, para gatos, o espaço entre os ganchos deve ser bem menor do que o que seria para uma criança. A tela deve estar bem esticada e firme ao ser empurrada. Boas empresas também oferecem manutenção periódica, pois alguns gatinhos tem a mania de roer as cordas.

Felizmente, nas grandes cidades, a conscientização em prol do bem estar dos felinos já está crescendo em números, mas ainda existem pessoas que dão chance ao azar e até questionam quando um protetor exige a proteção das telas para o animal que será doado.

Mas, permitam que alguem que ainda vive com a varanda travada e que até hoje não deixa o gato sozinho em casa, mesmo com as janelas teladas, lhes dê um conselho: Do mesmo jeito que se algo acontecesse com o Arthur, a culpa seria completamente nossa, se o seu gato cai da sua janela não telada, sim, a culpa é sua, toda sua.



Ninguém é obrigado a adotar um gato, mas se vai fazê-lo, o minimo é oferecer um lar com amor, cuidados e SEGURANÇA. O seu gato sentirá dor ou poderá até morrer por causa de uma queda que deveria ter sido evitada. E você continuará com seu dia-a-dia e mesmo que sinta remorso, seu gatinho permanecerá machucado ou com a vida perdida por sua culpa.


Cada vida do Arthur é muito importante para mim. 
Eu viveria o resto dos meus dias com janelas fechadas e em frestas ou eventiladores para mantê-lo a salvo.

3 comentários:

  1. Boaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!! Muito bom seu post, as pessoas acham que eles nunca vão cair, um absurdo total, ainda é chocante como não se importam! ;-(

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Viemos através do blog da Mari
    Parabéns por este texto!!
    Todos os donos de gatinhos deveriam ter este cuidado
    É a mais pura verdade
    Eu tenho meu ap todo telado
    Infelizmente o meu gatinho, Xixo, faleceu devido a leucemia felina
    Já estamos te seguindo
    Muitos lambeijos e carinhos para você e o Arthur
    dos amiguinhos
    Pepi, Xixo, Juja e Jujuba

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso! Esta de gatos que caem ou bichos que "fogem" (tanto) não me desce! Tb passei uns tempos difíceis, pois, por exemplo, no apto atual, tenho tela na sacada, mas não nas janelas. Então, nunca abri as janelas. Explico: no verão fica a persiana fechada, mas com aqueles furinhos par passar o ar e vento, no inverno é persiana aberta e vidros fechados. Tenho 3 gatas e é isso aí, quem não pode que não os tenha. Se tudo der certo e eu for para meu apto próprio, a 1ra coisa que vou fazer é telar tudo. É seguro para as gatas e seguro pras crianças que venham a me visitar (sobrinha-neta, quem sabe, um dia venha).

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.