2 de mai de 2012

O pior cego é aquele que não quer castrar

Ontem a noite em uma rede social, vejo o compartilhamento de um lindo gatinho para doação. Logo nos comentários, uma pessoa pergunta - já está castrado? - e a "protetora" responde - não pode ser castrado pois ainda é muito jovem."

O gatinho em questão, com 3 meses de idade. Aproveitando que os comentários estavam livres, deixei minha opinião, explicando que os animais com três meses de idade podem SIM ser castrados e que era o melhor e mais seguro antes da doação. Várias pessoas começam a discordar, mostrando-se claramente ignorantes em relação a castração pediátrica e seus benefícios.




Como o gatinho era do RJ e estou a par das dificuldades que os cariocas tem para encontrar veterinários atualizados sobre o procedimento, ainda repassei o telefone de uma veterinária que castrava filhotes e com ótimas referencias. Novamente tudo o que eu disse foi ignorado e rebatido, mesmo com textos explicando os benefícios do procedimento e que castrar antes de doar é a base da doação responsável.

No final de toda a historia, a pessoa apagou as informações repassadas, dizendo que aquela não era a intenção do topico, que o adotante que deveria decidir a melhor hora para castrar o animal e que os outros animais que ela já havia doado, sempre havia dado certo dessa maneira.

Sabe o que é pior disso tudo? Não é a pessoa não ter a humildade de reconhecer seus erros - eu também errei muito no começo - mas de ignorar dados reais, repassar informações erroneas e ainda agir de maneira irresponsável com o animal que está sob sua responsabilidade.

E esse não foi o primeiro nem será o ultimo caso em que a pessoa se vale da idade do animal como desculpa para não castrá-lo.

Pessoas, não se enganem.
Quem nunca soube de um filhote doado sem castrar e o mesmo acabou sumindo nas ruas, atrás de machos ou fêmeas? Filhote doado sem castrar, doador ficou esperando o dono entrar em contato ou levá-lo para a cirurgia e ao invés disso, recebeu a gata ou cadela com mais 6-10 filhotes dentro de uma caixa? Ou no minimo, que já havia cruzado e teve que correr contra o tempo para encontrar um veterinário para interromper a possivel prenhez?

As chances de você encontrar um bom adotante que irá realmente tomar a iniciativa para castrar um animal doado são MINIMAS, se compararmos com TUDO o que pode e dará errado por essa cegueira e falta de responsabilidade em repassar a castração e os custos.



Não é que todos os adotantes sejam maus ou negligentes, mas se as pessoas tivessem a motivação natural de castrar seus animais, não teríamos tantos bichos abandonados em cada uma das cidades do mundo.

Protetores não precisariam existir, não seria imperativo gastar milhões para castrar os animais antes de doar.

As pessoas procrastinam, pensam que não vai acontecer nada tão cedo, que ainda é filhotinho, ficam com pena e quando vão ver, o pior acontece.

E o Termo de Adoção e compromisso para castrar na idade correta?
Não passa de um pedaço de papel que não possui validade ALGUMA para forçar alguem a esterilizar o animal ou entregá-lo na "idade ideal".

E a situação piora imensamente quando estamos falando de um bicho de raça, que provavelmente, devido à cegueira do falso protetor, tem uma grande chance de acabar em um criatório de fundo de quintal, explorado até o fim da vida.




Antigamente não tínhamos opção. Castração ainda é algo desconhecido para a maioria da população carente e ignorado por outras pessoas que possuem os recursos, mas optam por não agir de forma correta. Mas a castração pediatrica está aí, como uma grande aliada para que o abandono que atingiu este animal não mais se repita, para que mais filhotes sejam poupados de um nascimento irresponsável.

Hoje em dia a maioria das cidades oferece castração gratuita ou a baixo custo, os veterinários são mais solidários e também procuram ajudar a combater o abandono. Mesmo aqui em São Luís, onde posso contar nos dedos os veterinários que realizam castração pediátrica e que ao menos são a favor, mas nem por isso me deixei acomodar.

Não há um filhote que passe por minhas mãos que não seja imediatamente castrado.

Os protocolos de resgate e doação responsável mudaram hoje em dia.
Primeiro deve-se castrar e depois começar o esquema vacinal, principalmente para que o mesmo não seja interrompido por causa da cirurgia e para que, durante a espera das vacinas, não ocorra uma prenhez acidental ou fuga por parte de um macho.

Se você não puder fazer mais nada por um animal, castre. Apenas castre.
Acredite, essa será a maior prova de responsabilidade e amor que você pode dar a uma pequena vida. É o MINIMO a ser feito, quando você se veste com a camisa da proteção animal.




Porque, no final das contas, a unica vitima de sua cegueira consentida, será o cão ou gato que você se enganou estar ajudando.


"A unica coisa pior do que ser cego é enxergar,
mas não conseguir ver além."

Hellen Keller

6 comentários:

  1. Parabéns por divulgar o que é uma verdade,quem gosta castra.Castra os seus ,castra pra doar,ajuda quem não tem condições financeiras a castrar e divulga que castrar é um ato de amor

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudinho! Pior que tem gente que tem "pena" de castrar, mas não tem pena de abandonar! Como pode????
    Compartilhei no facebook, ok?
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Concordo com tudo tb! CAstrei minha bb com 3 meses de idade. Recuperação rapida!
    O Quincas, como já tinha começado as vacinações, optei por castrar depois, com 6 meses.
    O pessoal tem mta dó de castrar, pois acha q o animal tem q ter o "prazer" tb.... Pura ignorancia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Guta td bem?
      Estou com uma ninhada de gatinhos aqui para castar antes de entregar aos novos donos,mas estou cpom uma dificuldade enorme de encontrar um vet que faça castração pediátrica,vc se incomoda de me passar o contato do seu vet:
      Meu e-mail: killnogueira@yahoo.com.br
      Abçs e obrigada

      Excluir
  4. TOTALMENTE a favor! Primeiras coisas ao adotar: revisão veterinária e castração!!!!

    ResponderExcluir
  5. Preciso de contato de vet que faça castração pediátrica aqui no RJ

    ResponderExcluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.