20 de out de 2013

Um ano mais doce ~ 1º Aniversário da Baunilha

Baunilha,

Hoje, por aquelas contas que fazemos observando seus dentinhos no veterinário, você completa 1 ano. Não exatamente nesse dia, que eu escolhi para você, mas neste mês de outubro.

Olho para você, dormindo na minha cama agora e me pergunto o que seria da sua vida se aquele carro não tivesse saído do final da cidade para bater aqui na frente do meu prédio. Será que você tem noção do que representa? Minha mãe, uma pessoa que me fez repassar nossos primeiros gatos como moveis velhos em uma mudança, a pessoa que somente gosta do Arthur, ter saído de seus afazeres por causa dos seus miados altos e desesperados dentro daquele motor. E até hoje lembro de como meu queixo alcançou o chão, naquele telefonema que mudaria tudo.

quando ela chegou 11/12/2012 - 2 meses e 400 gramas

Cheguei em casa e não havia uma gatinha, como minha mãe me disse. Você ainda não era uma gatinha, mas uma coisinha debaixo de quilos de sujeira, abandono e fome. Mas desde o primeiro momento, você miou para mim e quis vir para o meu colo, ronronando. Sempre digo que o ronronar de um gatinho que foi resgatado torna as coisas mais tristes, já que vocês só aprendem isso com a gente. Você tinha um lar, você nasceu entre pessoas. Me pergunto ainda hoje onde estará sua mamãe e seus irmãozinhos. Tomara que eu consiga ajudá-los em algum futuro proximo.

Idas e vindas ao veterinário para tentar recuperar sua saúde do descaso.  É isso que mais me lembro do primeiro mês que passou dentro do banheiro que parecia um país inteiro para você. Você não engordava, não melhorava, mas as canelinhas finas iam ficando cada vez mais altas, resultado da melhor ração que eu poderia oferecer e dos patês que te levaram para a emergencia por 2 vezes, até que finalmente entendesse que você não poderia comer aquelas coisas.

Nilha, você não tem noção das coisas extraordinarias que conseguiu aqui. Você conquistou o Arthur. O senhor catzilla, o maior de todos e o mais chato também. O gato que briga com outros pela janela do apartamento e enfrentava cães. E, conquistando o Arthur, você conquistou também a avó dele, mesmo depois de gritos para que você fosse embora, hoje em dia ela te oferece pedaços de melão. 

de mansinho, de mansinho

Nunca tive a intenção de ficar com você. Gosto de gatos mais velhos e você simplesmente quase me levou à loucura, exercitando toda a traquinagem de filhotes para mostrar que a saúde ia melhorando as poucos.

Quando o Arthur ficou doente, eu pensei fortemente em levá-la para um lar temporário. Meu coração estava partido, me sentia a pior pessoa do mundo, a mais irresponsavel. Mas o seu ronronado sempre esteve ali, assim como os pulos surpresas para o meu colo, que parecia sempre ter sido o seu lugar. 

você ficou ao lado dele também

Você me deu a confiança que eu precisava para mudar a alimentação – e qualidade de vida – de vocês, já que você também somente floresceu quando tudo de industrializado saiu de nossa casa. Se hoje o Arthur é saudavel, boa parte desse processo foi causado por você e sua felicidade com as comidinhas cruas que eu preparava de madrugada, depois de chegar de um dia de trabalho.

companheira de preparação de AN

Baunilha, você sabia que te amamos muito? E que muita gente no país inteiro torceu para que você fosse mais uma catzilla dessa casa? Até que seu avô bateu o martelo e disse para você ficar. E eu já queria que você ficasse. E o Arthur já lambia a sua cabeça. E eu não saberia se iria conseguir dormir sem o seu ronronado alto na minha cabeça e a barriga branca para cima. 



Você gosta de todo mundo e eu fico feliz que, mesmo depois de tudo, você ainda confia nas pessoas, buscando sempre o melhor de cada situação. Esses grandes olhos dourados são uma nova luz que eu precisava para este ano tão cheio de mudanças e desafios.

Você é minha filhinha,  a gatinha do seu avô e a irmã pentelha que persegue o Arthur e morde o rabo dele quando ele está dormindo.


Todo mundo deveria ter uma Baunilha para adoçar seus dias.
E eu sou muito grata por você estar aqui.
Espero que você esteja feliz aqui conosco também.



Mamãe te ama muito. Feliz primeiro aniversário!
 

7 comentários:

  1. Claro q ela está feliz com vcs!! Parabéns, Baunilha!!

    ResponderExcluir
  2. Linda demais esta declaração de amor e essa linda história. Parabéns pelo texto e por ser essa mãe maravilhosa para essa galerinha. Parabéns Baunilha. Abraços.
    Sérgio.

    ResponderExcluir
  3. Happy Birthday!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Linda linda!

    ResponderExcluir
  4. Um feliz aniversário pra essa coisinha linda de Baunilha!!!

    ResponderExcluir
  5. oi, que texto lindo, emocionante. Chorei muito!! Me fez lembrar dos inúmeros gatinhos que não têm uma família que os ame, que os proteja... que dê a metade do carinho que você dá para os seus gatinhos... Parabéns! Que Deus lhe proteja e que você possa sempre salvar outras "Baunilhas" nessa vida...

    ResponderExcluir
  6. Por favor tem o endereço da médica veterinária nutróloga que você citou? É em SP? Preciso urgente levar minha gatinha. Se puder mandar o telefone para o e-mail ou post aqui.

    Obrigada
    carmiducco@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, a dra.Sonali atende no RJ, mas a consultoria para AN pode ser feita a distancia, como eu faço nos ultimos anos. Aqui está a página da empresa dela e os contatos :) - https://www.facebook.com/Tend%C3%AAncias-Naturebas-Pets-306430422715624/?fref=ts

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.