8 de abr de 2014

CONVENIA - Vale o Risco? - Parte I

Texto criado em 2011 e atualizado em 2013, da Dra. Lisa A. Pierson, médica veterinaria especialista em felinos e alimentação natural 

Traduzido de: http://www.catinfo.org/?link=convenia

CONVENIA é um antibiotico injetavel de longa duração que é rotulado como tratamento para infecções de pele em cães e gatos. Sua ação antibacteriana possui duração de 1 a 2 semanas, mas ele se mantém no corpo do animal por pelo menos 2 meses.



Este é um contraste em relação aos antibióticos que não se depositam e rapidamente são eliminados do organismo e precisam ser administrados de 1 a 2 vezes ao dia.

Se levarmos em consideração o quão dificil pode ser medicar oralmente alguns gatos, essa propriedade de “longa duração” parece maravilhoso, não? Infelizmente, o ditado “Se parece muito bom para ser verdade provavelmente não é’ se aplica muito bem a esse aspecto do uso do CONVENIA.

A maioria das pessoas sabe que todos os tipos de medicamentos possuem efeitos adversos em potencial, alguns sendo mais significativos e potencialmente fatais que outros, então sempre devemos nos lembrar destes efeitos colaterais quando QUALQUER quimica é colocada em um ser vivo, não somente o CONVENIA.

Em relação ao CONVENIA, é importante considerar o seguinte fato: se um paciente apresentar reações adversas ao CONVENIA, não há nenhum modo de desfazer a longa duração dessa droga no corpo dele.  

Se um efeito colateral ocorrer apos a administração de um medicamento de curta duração, o paciente tem uma chance muito maior de sobreviver ao evento ( mesmo tendo um choque anafilatico leve ) pois o organismo irá se livrar da droga após algumas horas. Com o CONVENIA, esse tipo de reação levaria meses.

As reações adversas mais comuns que já testemunhei em pacientes que receberam o CONVENIA foram: anemia, tremores/ataxia, convulsoes, diarreia, letargia, anorexia e morte. ( na pagina original Dra.Pierson coloca casos de gatos que sofreram com a aplicação do medicamento ) 

Repetindo o que disse anteriormente, TODAS AS DROGAS POSSUEM EFEITOS COLATERAIS, mas a minha opiniao é que o CONVENIA tem sido administrado com muita frequencia, enquanto existem opcoes mais seguras no mercado para os mesmos casos.

CUIDADOS DENTARIOS E ANTIBIOTICOS

Antibioticos raramente são necessarios em problemas dentarios e, infelizmente, essa é uma area em que antibioticos, incluindo o CONVENIA, são amplamente utilizados. Dr.Frasier Hale é um renomado médico veterinario especialista em odontologia e escreveu um artigo entitulado: O USO DE ANTIBIOTICOS NA ODONTOLOGIA VETERINARIA.

Aqui há uma citação de seu artigo: Geralmente os antibióticos são utilizados em demasia na odontologia veterinaria e, geralmente, em detrimento do paciente.

Eu compartilho a frustração do Dr.Hale, mas quero falar um pouco mais sobre o CONVENIA. Se for determinado que o paciente se encaixa na categoria dos poucos que realmente precisam de antibiotico em seu tratamento dentario, CONVENIA está longe de ser a melhor escolha para esse tipo de tratamento, já que os tipos de bacterias que ele atinge não são aquelas que geralmente encontramos na cavidade oral.

tartaro em dentes felinos 

Antibioticos possuem uma significativa variação em sua habilidade de eliminar varios tipos de bacterias então é extremamente importante identificar a bacteria em questão e utilizar o antibiotico correto para combatê-la.

Quando falamos de cuidados dentais, o mais importante é remover a bacteria pela limpeza do tartaro sob anestesia e, se identificando um dente infectado, a proposta mais comum é removê-lo. Utilizar antibioticos as cegas é uma tentativa incorreta e inutil na maior parte dos casos e mesmo que ocorra sucesso, ele será somente temporario, como dito no artigo do Dr.Fraser.

Uma farpa infectada em seu dedo é uma perfeita analogia. Você consideraria tomar antibioticos em primeiro lugar? Ou você tiraria a farpa? Nessa analogia, o tartaro nos dentes do seu gato, ou o dente infectado dele, é a farpa.

DOENÇAS DO TRATO URINARIO e ANTIBIOTICOS

Vamos para outra area da saúde felina que geralmente sofre com o uso excessivo de antibioticos. Gatos que apresentam sintomas de doenças de trato urinario são erroneamente rotulados como portadores de infeccoes de bexiga. Sinais clinicos de problemas de trato urinario podem incluir: urina frequente e em pequenas quantidades, sangue na urina, lambedura dos genitais, urinar fora da caixinha de areia por medo de dor por contato, etc.

Percebam que não me referi à I.T.U, outra condição constantemente utilizada erroneamente.

A maioria das pessoas acha que I.T.U significa INFECÇÃO DO TRATO URINARIO, mas a grande maioria desses gatos que demostram problemas urinarios não possuem infecções e, mesmo assim, geralmente deixam a clinica veterinaria com uma prescricao de antibioticos e NENHUM EXAME DE CULTURA PARA PROVAR QUE A INFECÇÃO REALMENTE EXISTE.

o exame de urina irá ajudar a eliminar a possibilidade de infecção ou confirmá-la, sendo imprescindível para um diagnostico correto

Já foi provado que gatos saudaveis ( sem problemas nos rins, diabetes ou hipertiroidismo ) que apresentam sinais de problemas urinarios e que foram submetidos à exames de cultura da urina, apenas em 1% deles foi comprovado a existencia de infecção na bexiga. Os outros 99% estavam sofrendo de cistite esteril. Esteril significa que não existe infecção e cistite significa inflamação da bexiga.

Então, em 99% desses casos, o I de I.T.U significa apenas INFLAMAÇÃO e não INFECÇÃO.
Isso significa que muitos gatos estão recebendo antibioticos desnecessarios e observo CONVENIA sendo aplicado com muita frequencia nestes casos.

Este uso equivocado de antibioticos resulta em bacterias mais resistentes sendo produzidas, o que aumenta o risco em nossos organismos. As companhias farmaceuticas então precisam, frequentemente, criar novos tipos de drogas para combater essas bacterias cada vez mais perigosas.

É importante frisar: inflamação ( cistite ) = DOR e mesmo assim, a maioria desses pacientes tem suas dores ignoradas em detrimento de uma infecção que sequer existe. 

Tambem é necessario considerar STRESS como causa comum da cistite e há poucas coisas na vida tão estressantes quanto sentir dor constantemente, criando assim um circulo vicioso. Outro ponto a ser lembrado é o stress envolvido em administrar medicamentos orais para os gatos. Como falado acima, se 99% dos gatos exibindo sinais de doença do trato urinario não possui infecções na bexiga, o stress da administração destes antibioticos, sem necessidade, apenas irá piorar o quadro.

E ao falarmos de CONVENIA, um medicamento injetavel, devemos nos lembrar da propensão da especie felina em formar carcinomas vacinais. Sempre que possivel, opto por medicamentos orais com os gatos, mesmo que carcinomas vacinais não sejam ainda tão comuns, ainda é um assunto a ser considerado quando falamos de felinos. 

5 comentários:

  1. O convenia pode provocar uma doenca renal aguda?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe seu veterinario usar este medicamento NUNCA. Conheço vários casos de óbito. Existem várias medicações muito boas sem ter o risco que este medicamento traz. Se o veterinário insistir , PROCURE OUTRO.

      Excluir
  2. NUNCA USE !!!!!! Vc pode matar o animal.

    ResponderExcluir
  3. Possuo 1 gato com FIV e FELV + ele teve efusão pleural somente uma vez foi feito toracocentese para retirada do líquido, infelizmente não pude mandar para análise pois o procedimento foi feito num sábado e o laboratório não poderia analisar o líquido. o tratamento dele foi 10 dias 2 comprimidos de oralguard e depois mais 20 dias com 1 comprimido ao dia.
    Durante esse tempo ele não apresentou catarro, somente falta de ar que foi solucionado com o procedimento citado acima.
    Hoje meu gato está ótimo aparentemente porém ele espirra 1 vez ao dia com catarro grosso e verde. Já tentei azitromicina suspensão por 7 dias e o catarro não vai embora, o médico indicou o Convenia pois nenhum antibiótico está fazendo efeito.
    O que eu faço? Dou o Convenia ou espero para ver o que acontece?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flavia, não é saudavel para seu gato ficar sendo tratado sem saber as causas exatas da infecção. Medicamentos a longo prazo e sem efetividade podem acabar com os rins e figado de um gato, especialmente antibioticos. Você precisa fazer a analise da secreção e tambem do sangue do seu animal em um laboratorio, para saber o tipo de microorganismo causando esses espirros. Se seu gato teve rinotraqueite, com as duas doenças FIV e FELV, que baixam a imunidade, essa secreção pode ser apenas um resultado da doença, assim como pessoas alergicas tem coriza. De qualquer forma, eu mandaria para analise laboratorial.

      Excluir

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.