29 de mar de 2015

Cistite felina e cálculos urinários

Texto traduzido de: http://feline-nutrition.org/health/feline-cystitis-and-bladderkidney-stones

Escrito pela Dra. Lisa A. Pierson, médica veterinária especialista em felinos, especialista em alimentação biologicamente apropriada e problemas de saúde causados por alimentação inadequada. 


Cistites e cálculos urinários são extremamente comuns em gatos e podem ser condições dolorosas e até mesmo uma ameaça à vida do animal. 

Cistite pode levar à um modo inapropriado de urinar – urinar fora da caixinha de areia – e os calculos podem causar uma ruptura fatal da bexiga, pois eles bloqueiam a saída da urina. 

bexiga de um gato prestes a se romper por  cálculos bloqueando a saída da urina  

Qualquer gato que está repetidamente entrando na caixa de areia, mas evitando urinar, precisa de atendimento veterinário imediato. 

É importante notar, no entanto, que cristais não são a mesma coisa que cálculos. Cristais são geralmente um achado comum na urina de um gato e a presença deles não necessita colocar o animal em uma “dieta terapêutica”.  É comum vermos muitos casos de “cristais em urina” em gatos, mas como essa amostra foi manipulada não é levado em consideração. É muito importante compreender que cristais se formam automaticamente quando a urina sai do corpo, em um periodo bem curto de tempo. Se o veterinário não examina a urina logo após a coleta ou se manda para um laboratorio, ou utiliza uma amostra que o dono trouxe de casa, um diagnostico errôneo de cristais pode acontecer. 

Isso é chamado de resultado “falso positivo”  e levam o dono a se preocupar sem necessidade, colocando o animal em uma “dieta terapêutica” inapropriadamente. 

Quando falamos de saúde dos rins e da bexiga, nunca é demais enfatizar a importância da água no organismo felino e tanto na prevenção quanto o tratamento das doenças que atingem esses órgãos. 


Quando um gato está em uma dieta de ração seca, eles produzem uma urina mais concentrada, com maior densidade e produzem um volume de urina menor que resulta em uma concentração maior de cristais presentes na urina. Isso aumenta a chance destes cristais se tornarem calculos. A urina concentrada e em um volume menor também podem irritar muito a parede da bexiga, podendo causar uma cistite. 

tipos de cálculos mais comuns em felinos 

Por favor, lembre-se sempre que gatos possuem pouca sede e foram feitos para conseguir a água que precisam de suas comidas. Uma dieta de alimentação natural ou patê de lata irá manter um nível adequado de água passando pelo trato urinário e ajuda a manter a saúde destes órgãos. 

O PH urinário também é considerado quando se discute problemas de trato urinário mas realmente devemos parar de focar no PH. Novamente, uma dieta com niveis adequados de agua é o mais importante, não o PH da urina. Muitas dessas “dietas terapeuticas urinárias” são formuladas para acidificar o PH da urina, mas na verdade, essas dietas podem exarcerbar as cistites. 

Também, essas dietas que são tão comumente prescritas, podem acabar promovendo calculos de oxalato e hipocalemia, uma condição que ocorre quando há uma quantidade baixa de potássio presente na corrente sanguínea, que pode causar ritmo cardiaco anormal, fadiga, paralisia, constipação, fraqueza ou espasmos musculares e lesões musculares. 

É importante notar – para aquelas pessoas que ainda se preocupam excessivamente com o PH urinário – que há muitos fatores que determinam o PH da urina e um deles é a dieta.  

Em relação à saúde urinária e ração seca, além da falta de umidade neste tipo de dieta, há também uma correlação entre o consumo de uma dieta com altos niveis de carboidratos e a formação de cristais de estruvita, como mostrado no estudo publicado em Fevereiro de 2004 no Jornal Americano de Pesquisa Veterinária

Veterinários usualmente prescrevem “rações terapeuticas” para problemas urinários mas, novamente, essas dietas possuem no máximo 10% de umidade e contém VÁRIOS tipos de ingredientes, químicas e conservantes inapropriados. Também precisamos lembrar que rações possuem altos níveis de carboidrato e que gatos são CARNÍVOROS, ou seja, não aproveitam NADA de carboidratos. 

Quer saber mais? Leia! 






o que faz mais sentido para aumentar o fluxo de agua no aparelho urinário de um carnivoro estrito?

Dieta não é o unico fator envolvido em casos de cistite, mas é um dos mais importantes e um que podemos controlar com mais facilidade. 

Stress também é um fator significativo nos casos de cistite e até mesmo gatos que são alimentados com alimentação natural ou dietas de somente patê em lata podem sofrer de crises de cistite. Esta é uma doença muito frustrante de lidar e é algo que os veterinários ainda não possuem todas as respostas. 

O que sabemos é que diminuir as possíveis condições de stress e aumentar a quantidade de agua na dieta são os fatores de manejo mais importantes. A quantidade de umidade na dieta é facil de controlar. Os fatores de stress que influenciam cada gato é um pouco mais complicado, já que a maioria deles é muito sensivel e, geralmente, são silenciosos quando estressados. 

Cistite pode ser uma condição extremamente dolorosa e é muito importante colocar estes gatos sob tratamentos para dor. Lembre-se que dor = stress e minimizar o stress é um fator importante para estes animais. Infelizmente muitos veterinários não lembram da dor que esta doença causa e acabam não tratando essa parte importante deste problema comum em felinos. 

Uma observação sobre antibioticos: a maioria dos casos de cistite são estereis. Ou seja, não são resultado de infecção e não é necessário o uso de antibióticos nestes animais. Apenas 1% dos casos de cistite em gatos abaixo dos 10 anos de idade possuem algum tipo de infecção no trato urinário e, memso assim, a maioria dos veterinários coloca estes animais em terapias com antibiotico quando essas drogas não são necessárias. A maioria dos gatos abaixo de 10 anos produz urina bem concentrada e bactérias não se proliferam bem em urinas concentradas. 

exames ajudam no diagnostico e poupam tempo e sofrimento ao animal 

Em gatos acima de 10 anos de idade, as infecções são mais comuns mas isso também não significa colocá-los automaticamente em tratamento com antibioticos. 

Gatos mais velhos são mais propensos à infecções já que doenças renais são mais comuns neste grupo e, então, estes gatos possuem urinas mais diluidas que não são tão hostis para o crescimento de bacterias. 

Diabetes também é mais comum em gatos de acima de 10 anos de idade e a diabetes faz com que o gato esteja mais propenso à infecções do trato urinário. 

Exames e cultura de urina DEVEM SEMPRE SER UTILIZADOS se o paciente tiver baixa densidade urinaria ou diabetes. A maioria dos casos de cistite não ocorrem por causa de infecções. É por isso que é sempre importante realizar exames ANTES de recorrer à antiboticos. Estas drogas devem ser somente usadas quando existe infecção. 

Exames e cultura de urina identificam se a bacteria está presente e diz ao veterinário qual o tipo de antibiotico mais apropriado para aquela infecção. 

O melhor modo de conseguir amostra de urina é através da cistocentese, que envolve o uso de uma seringa e agulha para obter a amostra diretamente da bexiga. O animal não sente dor neste procedimento e é o melhor metodo para conseguir uma amostra de urina correta para exames e identificação de possiveis infecções. O problema deste metodo é que essa amostra pode ser dificil de conseguir, já que gatos com cistite urinam frequentemente e a bexiga pode não estar cheia o suficiente para conseguir uma boa amostra. 

Para resolver este problema, alguns veterinários dão ao gato uma dose de fluidos e tiram a caixinha de areia do animal por algumas horas, para que a bexiga se encha e assim é feita o procedimento. 

cistocentese em gatinho 

Devemos parar de tratar todos os casos de cistite com antibióticos, antes dos exames serem feitos e termos uma real evidência de infecção. 

Cistite irá frequentemente retornar nestes pacientes e este problema de saúde pode ser muito frustrante para todos os envolvidos. Mas, por outro lado, a maioria dos gatos terá seus sinais clínicos resolvidos sem nenhum tratamento. Na verdade, geralmente brincamos que um gato com cistite irá ficar bem após 7 dias de tratamento, ou em 1 semana, sem nenhum tratamento.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.