26 de abr de 2016

Desmistificando a Alimentação Natural - Parte 1

A ideia de fazer essa série de posts veio de uma pesquisa com meus amigos tutores de gatos, em relação ao não uso da Alimentação Natural com seus bichanos. 

Diante das respostas e com o intuito de ajudar outros tutores a tomarem o passo inicial em direção à Alimentação Natural para seus gatinhos, enumerei 5 principais argumentos/ dúvidas :) 

LEMBRANDO SEMPRE QUE ALIMENTAÇÃO NATURAL É UMA DIETA INDIVIDUALIZADA, RECEITADA POR MÉDICO VETERINÁRIO ( NUTRÓLOGO ) OU ZOOTECNISTA ESPECIALIZADOS NA ÁREA. 

1-  FALTA DE TEMPO / VIAGENS 

Falta de tempo foi a razão principal entre os entrevistados. Acredito que as pessoas tem a ideia de que é preciso fazer a comida dos bichinhos TODOS OS DIAS, em TODAS AS REFEIÇÕES e ficar do lado, se atrasando para outros compromissos, esperando os gatos comerem. 

Primeiro, vamos voltar à fisiologia básica dos felinos. GATOS NÃO PRECISAM DE COMIDA DISPONÍVEL O TEMPO TODO. Quando você pensa em grandes ou pequenos felinos selvagens, eles apenas caçam nas horas mais frias do dia, seja de manhã cedo, à noite ou de madrugada. 

"Ah, mas meu gato vai o tempo todo no pote de ração." 

Isso é facilmente explicado: gatos não processam carboidratos. Rações secas são cheias de carboidratos/grãos, seja em forma de soja, milho, etc. Eles, ao ingerirem carboidratos, sofrem um PICO GLICEMICO que faz com tenham uma sensação instantânea de saciedade, mas por serem carnívoros, logo essa sensação passa e eles precisam retornar várias vezes ao potinho para ficarem realmente saciados. E, sempre é válido lembrar, que a ração está cheia de quimicas e palabilizantes que, literalmente, viciam os gatos. 



É possível notar a diferença em gatos que recebem patê de lata com maior frequência que a ração seca. Os maiores índices de proteína bruta nutrem o gato de forma mais completa e correta e ele fica realmente saciado. Leões e tigres caçam, fazem uma grande refeição e passam o resto do dia dormindo ou fazendo outras atividades, até que a fome apareça novamente. 

descansando após a caçada 

A Baunilha come uma dieta de carnes, vísceras e ossos crus, desde os 4 meses de idade.

Ela come 2x ao dia ( na hora do meu café da manhã ) e quando eu retorno. Se necessário, ela, facilmente, come apenas 1x ao dia, sem nenhum prejuízo para sua saúde. Ela nunca pediu/chorou por comida após suas refeições.  

Quando falamos de tempo para preparar as refeições, eu faço o preparo da AN somente 1x ao mês, ou seja 1 dia = 30 porções. De acordo com o nível de preguiça ( ou disposição ) e o que encontro disponível no supermercado ( não é necessário lojas especiais para comprar os ingredientes de AN! ), posso preparar primeiro as carnes desossadas, vísceras e depois os ossos, ou vice-versa. 

Baunilha GOSTA de vegetais. Sempre gostou. Na dieta dos felinos, quantidades pequenas de vegetais ( vegetais são diferentes de grãos! ) purificados ( ou "digeridos" ) são boas fontes de fibras, assim como o conteúdo estomacal de uma presa. 

um exemplo de porção sem ossos :) 

Sempre preparo a dieta do mês seguinte com pelo menos 1 semana do fim do mês anterior, para que as carnes passem pelo congelamento profilático de 3-5 dias.

Quer saber mais sobre congelamento e carnes cruas? Leia aqui! - http://www.cachorroverde.com.br/caes-e-gatos-podem-comer-carne-crua/

AN para gatos saudáveis é, basicamente, cortar carne, visceras e ossos carnudos,  pesar, separar e congelar.

As porções diárias são descongeladas na geladeira para serem servidas no dia seguinte e assim, sucessivamente.

as refeições prontas :)  

Se o seu gatinho precisar de uma dieta terapêutica com ingredientes específicos, sim, pode dar mais  trabalho, mas não é nada impossível.

Já precisei viajar e morar fora durante 3 meses e deixei preparada, em 3 dias, 120 porções de AN para dois gatos. Minha mãe ficou responsável pela alimentação deles. 

Estou falando de pacotinhos com, no máximo 250g de uma refeição diária. 

120 porções de comidinha, embaladas em saquinhos individuais :) 

Quanto às viagens, como falei acima, se você tiver alguém que possa oferecer a AN, assim como contrataria/ chamaria um amigo ou parente para alimentar/cuidar de seus animais na sua ausência, não há perigo nenhum :) 

Várias cidades do Brasil já contam com serviço de cat sitter, que, além de alimentar, limpar caixinha de areia e passam um tempo com o animal na ausência dos donos. Com as devidas explicações, não tem motivo para esses profissionais não atenderem às necessidades do gatinho. 

Ah, e os complementos?! 

Se o gato não puder comer ossos ou não os aceita, você deve complementar com calcio manipulado. Pode oferecer goela abaixo, lembrando sempre de dar alimento ou agua para o gato após o uso de qualquer comprimido. No caso de omega 3, pode jogar diretamente na comida antes de oferecer. 

oleo de salmão é uma das melhores fontes de omega 3 disponiveis! 

Semana passada saiu uma reflexão bem bacana da Margaret Tates, fundadora do Feline-nutrition, onde ela diz que alimentar nossos gatos com comida de verdade é um motivo de preocupação a menos, pelos beneficios para a saúde e, como, ao escolher os alimentos deles, temos exata certeza do que eles estão ingerindo. 

Ninguem que faz alimentação natural dá um pause na vida para os bichos. Nós trabalhamos, temos estudos, familia, diversas outras obrigações, assim como qualquer outra pessoa :)


No próximo post vamos falar de ORGANIZAÇÃO, COMPRAS e ARMAZENAMENTO ;) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.